O conteúdo deste blog está protegido por Direitos de Autor. Peça-me autorização (armando.villanova at sapo.pt), se deseja copiar.


Armando.villanova 3cavalos @ 23:45

Qua, 24/09/08

Para guardar os cheiros

da infancia.

Plantei jasmim no jardim.

Para ter sempre comigo

os caminhos que me levavam

de casa.

Nos primeiros anos

de escola.

Para que sobrevivam

os sonhos aos habitos.

.

 

 


Tags:


Armando.villanova 3cavalos @ 00:17

Sex, 12/09/08

 

 

 

 

Eu que quis,tenho as maos vazias.

Hà saudades nas pernas e nos braços.

Há raivas feitas de cansaços  . 

Que é do sonho,à janela da infancia?

Tudo é nada,

E tudo um sonho finge ser.

Para ouvir o Vento

Valeu a pena existir.

Uma vez amei

Pensando ser amada.

Talvez nao tivesse que o ser.

Pensei que podia inventar

Com esse amor, aquilo que

nao tinha vivido(até aí).

Mas talvez nao houvesse

nada para inventar.

Como as ervas nuas

numa manha de orvalho

Fui livre.

 

 

 


Tags:


Armando.villanova 3cavalos @ 00:06

Seg, 25/08/08

 

paixaodossentidos.blogspot.com

      Hoje Lisboa,é Paris,Lyon,Basileia,Londres,Milao,Amiens,Rio:Na partida levávamos(levam)o rio da nossa (minha) aldeia,mas o turbihao da vida, remete esse rio da infancia ,para uma memória futura(que acontecerá ou nao).


Tags:


Armando.villanova 3cavalos @ 16:25

Dom, 17/08/08

Dia de missinha!

E frango no espeto!

E toca a banda no

coreto!

Que belo dueto.

Não fui.

Não vou.

E nada prometo.

Não digo viva!

Não digo morra!

Pago pelo credo, na masmorra.

Mas, não digo viva!

Não digo morra!

Era assim potro, petiz.

Agora cavalo, alado.

Não digo viva!

Não digo morra!

Não dobro a cerviz!


Tags:


Armando.villanova 3cavalos @ 17:38

Sab, 16/08/08

dizem-nos agora para consumir local(produtos alimentares) ,correcto,após terem desestruturado e liquidado as produçoes locais:o Saber Fazer,tradiçoes locais e ancestrais de saber acumulado de geraçoes que sao memória ecultura de um Povo que se perdem  e que produziam alimentos com poucos recursos e pouca energia.

                                   Em memória dessas geraçoes e desse saber, hoje colhemos o n/feijao fradinho,pequenino:Rustico resistente à seca ,sobrevive quase no pó,por adaptaçao`a falta de água,que melhor recurso que esta semente que os nossos nos legaram,quando a água é um recurso escasso:pela n/parte vamos tentar perserva-la e resistir por cautela aos  OGM.

                      Entretanto no próximo Inverno logo que o frio começar vamos degustá-los com os n/amigos e aqueles que adoram as deliciosas migas de feijao fradinho.

            




Armando.villanova 3cavalos @ 19:04

Qua, 13/08/08

Hoje levantamos -nos cedinho  e quando chegámos à Eira já lá estavam os n/amigos, o trabalho foi uma festa .Levaram da n/horta pimentos,tomates,pepino e rucula para o seu almoço.Amanha iremos ajudá-los na recolha da sua cevada, estamos felizes anteçipadamente,pela comunhao desse trabalho.




Armando.villanova 3cavalos @ 17:55

Seg, 11/08/08

Hoje fizemos coalhada,comemos e oferecemos a uns amigos Bretoes(Bretanha Fr.) A ligaçao à terra,permite a partilha de alguns prazeres ancestais como a degustaçao pelos sentidos daquilo que o nosso corpo e espirito criaram.Essa comunhao foi acompanhada pela musica do Michael Nyman.

Agora começou a chover ,vamos pedir ajuda aos n/amigos para a recolha da palh de milho para o jantar das n/cabras.As lágrimas do Céu de Agosto caíram sobre a terra e esta como oferta da-nos o seu perfume.